FacebookPixel

Certificação Energética

O que é?
O Certificado Energético (CE) de um edifício ou fração autónoma é um documento emitido no âmbito do Sistema de Certificação Energética dos Edifícios (SCE) que classifica cada imóvel em termos do seu Desempenho Energético segundo uma escala pré-definida de 8 classes  (A+, A, B, B-, C, D, E e F), em que a classe A+ corresponde a um edifício com melhor Desempenho Energético, e a classe F corresponde a um edifício de pior Desempenho Energético.



Cada edifício, novo ou antigo, que seja colocado à venda ou para arrendamento pelos proprietários ou mediadores imobiliários, necessita deste documento. A certificação energética é realizada por técnicos autorizados pela Agência para a Energia (ADENE).
Para além da avaliação energética da habitação, o Certificado Energético inclui ainda informações relativas à climatização e às águas quentes sanitárias, bem como deve indicar medidas de redução do consumo energético. Algumas destas medidas podem ser, por exemplo, o reforço do isolamento da casa ou a instalação de janelas com vidros duplos.

A classe energética é determinada por vários fatores, nomeadamente:
• Ano de construção;
• Localização;
• Tipo de habitação: prédio ou moradia;
• Área da habitação;
• Constituição das envolventes, isto é, das paredes, coberturas e pavimentos;
• Equipamentos de climatização, nomeadamente para ventilação, arrefecimento e aquecimento;
• Equipamentos associados à produção de águas quentes sanitárias.

Estes aspetos são chave, uma vez que permitem aos utilizadores dos edifícios reduzir a sua Fatura Energética.

Peça o Certificado Energético através da nossa empresa e obtenha vantagens, que vão desde a oferta, até à dilação do pagamento até ao término do Contrato de Mediação (1).

1. Informe-se nas nossas instalações, ou através dos meios disponíveis no nosso site.

É obrigatório?

O certificado energético é um requisito obrigatório para quem coloca uma casa no mercado para venda ou arrendamento, seja o proprietário ou um mediador imobiliário. É inclusivamente obrigatório indicar a classificação energética do edifício em qualquer anúncio publicado.

SEMPRE NA PROCURA E NA OTIMIZAÇÃO DE MEIOS PARA O SERVIR MELHOR!